Apagão: FHC exige providências de Serra

Com a falta de energia na noite de ontem, o presidente empijamado FHC telefonou para o Presidente de Nascença, governador Zezinho, para reclamar providências.

maovela

Com pouca força e luz, campanha de Serra dependerá de velas em 2010.

Em sua residência, no fundo da Caverna do Ostracismo, FHC demonstrava estar muito irritado com a falta de luz por dois motivos: o mais banal era que fora obrigado a interromper sua leitura das obras completas de Fukuyama. A outra razão, mais profunda, era o despeito: se esse problema se tornasse permanente, nem isso teria mais como marca exclusiva de seu governo. Por que razão a posteridade me recordará?, resmungava o ex-intelectual.

Em seu telefonema ao Mais Preparado dos Brasileiros, FHC perguntou:

– Foi você que mandou fazer isso, Zé?

– Eu? O quê? Bem… Hã… Não, eu não mandei fazer nada!

– Tem certeza que não foi você que mandou cortar a luz?

– Eu nem sabia que está faltando luz! Estou em um jantar a luz de velas na Lapa, não percebi nada.

– Eu achei que tinha sido você, para ninguém reparar que a sua diferença para a Dilma caiu 8 pontos nas pesquisas, nem que você não consegue entregar as provas nas escolas.

O Fenômeno da Engenharia negou novamente. Então,  aquele que foi intelectual no século passado exigiu ação imediata da oposição sobre o corte de luz subperonista.

A primeira reação do Grande Engenheiro Pátrio foi propor a implantação imediata de pedágio nas linhas de transmissão de eletricidade que cortam o estado de S. Paulo. É só dar um telefonema pra Tejofran e eles põem as cabines rapidinho, disse o Patrimônio da Engenharia Nacional.

O ex-pensador discordou. Como um estratega das Termópilas, traçou os rumos da nova ação da oposição: ponha a culpa no Lula e na Dilma imediatamente.

Diálogos entre gênios são rápidos e dispensam muito palavrório. O Engenheiro Que Vai Recolocar o Brasil no Prumo de pronto compreendeu as inspiradoras palavras do Menem Brasileiro e partiu para  a ação.

Telefonou para sua analista econômica de estimação, sra. Miriam Cochonne, e encomendou-lhe catastrófica análise da situação. A sra. Miriam Cochonne gravou uma entrada na rádio afirmando que a política econômica de Lula era a responsável pela falta de energia, porque as classes C, D e E estavam comprando eletro-eletrônicos demais. Esta é a causa da isto sobrecarga das linhas de transmissão. Em sua fala, também criticou o crescimento de 10% do PIB anunciado para o terceiro trimestre deste ano: se o consumo dos pobres continuar crescendo desse jeito, o governo vai ter que acelerar a exploração do pré-sal para gerar mais energia. E entrevistou a tuiteira de estimação do Engenheiro-Padrão, que afirmou estar preocupada com o impacto do pré-sal no ambiente do  litoral norte de SP: “não vai mais dar para ficar na praia fumando um em paz…”

velas

A apostila a ser distribuída aos alunos das escolas públicas paulistas foi encomendada à Editora Abril.

O Maior dos Engenheiros também convocou seu secretário de Educação e Serviços Gráficos,  Paulo Renato Gates de Souza, para tomar providências. Imediatamente, o Novo Anísio Teixeira formulou uma proposta inovadora: implantar  nas escolas públicas a disciplina profissionalizante de fabricação de velas, substituindo matemática, considerada por ele inacessível e pouco útil aos alunos da rede pública. Com isso, os alunos poderiam ter uma atividade profissional lucrativa no vindouro governo do Predestinado à Presidência, quando a política de energia elétrica tenebrotucana for reimplantada. A assessoria oculta do Pedagogo do BID já trabalha na elaboração da cartilha sobre fabricação e usos adultos de velas decorativas.  Fontes da Praça da República informam que o intelectual Gilbertinho da Vila já mobilizou uma ONG de chefs e restauranteurs da Vila Madalena, que farão campanha  para venda das velas fabricadas pelas crianças remelentas da rede pública de ensino.

Comentário da tia Carmela: Antigamente faltava muita luz, lá na Móoca. A gente brincava: S. Paulo, cidade que me seduz, de dia falta água, de noite falta luz!  Água ainda falta, né?   Quando faltava luz o Zezinho se divertia. Ele tinha um vizinho, o Pedrinho, que sempre fazia estrepolia com ele nessas noites. Uma vez eles pegaram uma vassoura e um lençol branco e fizeram um fantasma. Saíram na rua assustando as pessoas que voltavam para casa no escuro. Teve uma senhora que passou mal e foi reclamar para a dona Serafina. Quando o pai chegou em casa, o Zezinho levou uma coça merecida…

Anúncios

8 Responses to Apagão: FHC exige providências de Serra

  1. O sociólogo francês Pierre Bourdieu dizia: “devemos mudar as palavras para mudar as coisas”.

    Parabéns por essa iniciativa, o blog está muito bem escrito e muito criativo.

    • byebyeserra disse:

      Obrigado. Minha tia Carmela também ficou muito feliz e lhe oferece um bolinho de chocolate num domingo desses.

  2. Wilson disse:

    Tia Carmela,

    Coloca algum comentario ai….mais uma do ditadorzinho Zé pedagio Motosserra….
    O Serragio nomeou o segundo colocado das eleições para reitor da USP, mostrando que democracia não é com ele e Demotucanos. Desde a ditadura militar o governador não nomeava outro que não fosse o vencedor da eleição!

  3. osmar bispo disse:

    Velas nestes cabras, eles estão precisando, umas velas enviadas na boca deles para deixar de falar tanta besteira. Serra é um tremendo mal caráter, no dia do apagão na madrugada concedeu uma entrevista a radio Jovem Pan, o reporter perguntou sobre apagão o Serra teve a sordidez de dizer que nunca tinha visto um apagão desta maneira, como um tremendo puxa saco, borra bota o reporter “hiena” da Jovem Pan riu, passou para outro assunto. Cara fiquei tão fulo que quase quebrei meu celular. Dilama 2010 é a saida senão estamos fu…fu… e mal pagos, Serra na Presidencia ele vai ficar 4 anos descontruindo o governo Lula e a economia????.

  4. jbmartins disse:

    http://colunistas.ig.com.br/luis…usto-do-apagao/
    Apagão de energia elétrica custou ao país R$ 45 bilhões, conclui TCU
    isto a midia não comenta foi o Povo que pagou.

    • Jimmy Cricket disse:

      ♫ Faço a Mr. Martins a mesma recomendação que fiz ao Marcelo: venha ao litoral, encontre um banco de ostras e roce-se nos crustáceos até sossegar o facho que lhe arde no fiofó… ☺☺☺

      • jbmartins disse:

        Voce pelo jeito faz isto o tempo todo por estar no puleiro tucano, precisa sussegar o fiofó, quem lhe ensinou foi o engenheiro não Diplomado.

  5. José Ramalho de Assis disse:

    Rsrsrsrs…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: