Programa Panetone São Paulo: política social é isso

Com o programa, os filósofos nordestinos não passam mais fome em SP

É o mais absoluto sucesso o novo programa social do Mais Preparado dos Brasileiros, o  governador Zezinho, de S. Paulo: Programa Panetone São Paulo.

Apesar de ter sido lançado há poucos dias, o programa tem feito enorme sucesso entre os inexplicáveis pobres do estado paulista. Cerca de 45 milhões unidades de panetone já foram distribuídas.

Mesmo antes de se iniciar, já se sabia que o programa seria estratégico para o Grande Estadista da Móoca, pois ele nomeou para coordená-lo seu candidato a vice, Demoarruda Bauducco, o visconde da Buritinga.  Conforme noticiado em post anterior: durante o período entre sua saída pela porta dos fundos do Palácio dos Buritingas e sua entrada triunfal no Palácio dos Jaburus,  o cleptodemo receberá uma ajudinha de custo modesta para coordenar o Programa Panetone São Paulo, iniciativa de distribuição de panetone benzido para os pobres de São Paulo.

Antigo compositor baiano tentou pegar carona no programa Panetone São Paulo para fazer sucesso novamente, mas não agradou..

Um dos pontos altos do programa é o envolvimento de autoridades e pessoas de renome na distribuição do panetone à população, com o objetivo de dar um exemplo de solidariedade a ser seguido pelo resto do Brasil. Até mesmo o ex-presidente FHC e um antigo compositor baiano, que haviam se recolhido à Caverna do Ostracismo recentemente, participaram dos eventos de distribuição de panetone. O ex-pensador declarou que gosta muito de fazer essas distribuições e que no Natal do ano passado ele entregou pessoalmente um panetone para cada um dos seus serviçais. Já o ex-artista famoso, que a pedido de Serra ilustra as caixas de panetone, deixou rolar uma lágrima emocionada durante o ato, e explicou: lembrei de Pai ACM, na Bahia…

No PPS, que já tem prática com o programa desde sua implantação em Brasília, a empolgação é grande. O diretório zonal da Lapa do partido publicou anúncio na Gazeta da Lapa, onde declara apoio incondicional ao programa.  Seu Grande Timoneiro Roberto Freire convocou a imprensa para dizer que o panetone de Serra é muito mais macio que o panetone de Lula.

Empresa lança CD de divulgação da campanha.

O Presidente de Nascença pretende usar todo o seu carisma para criar um movimento nacional de distribuição de panetone. As bases do PFL, do PSDB e do PPS já se mobilizam em todo o estado, através de uma ampla rede de apoio nas prefeituras.  O Presidente Incriado também pretende que a campanha receba o apoio de centenas de empresários, e já convocou o mensassenador Azeredo (PSDB-MG) para presidir o comitê de arrecadação.  A primeira doação foi da empresa Durval Discos, que ofereceu a gravação de disco com a música tema da campanha a ser distribuído nas escolas pelo secretário de assuntos gráficos, Paulo Gates de Souza.

Primeira-dama de município entrega panetone. Eventos sociais concorridos em muitas cidades.

A idéia genial vem sendo copiada por grandes gestores públicos. No RS, a cleptogovernadora Yeda (PSDB-RS) pretende fazer a distribuição em semáforos e nas escolas, mobilizando o DETRAN e sua vasta rede de apoiadores entre os professores. Em Minas Gerais, o governador Aécio declarou que quando for a Minas e estiver menos cansadão, tomará  decisão sobre implantar programa semelhante em Minas, desde que sirva para  juntar as forças de todos os homens de bem de Minas e do Brasil para juntos em diálogo e harmonia trazerem uma mensagem nova para o futuro do Brasil, sem divisões, sem rancores, mas com muita sinceridade para que o Brasil possar ser cada vez melhor graças à União de todos porque agora é a hora de um novo diálogo cheio de esperança, de boa vontade e de amor pelo Brasil.

Anúncios

5 Responses to Programa Panetone São Paulo: política social é isso

  1. ♫ Vocês ouviram dizer que o Policarpo Quaresma de Higienópolis andou borbotando obviedades acerca de tóxicos? No mínimo caiu-lhe na cabeça um panetone bem velho, duro que nem pedra. Triste fim. Mas é o destino final de todo safado a quem ninguém mais dá atenção: mudar de assunto e viajar na maionese, seja ela um tema sobre o qual não há controvérsia ou as reminiscências de mais um August Bedloe. Coitado dele, tão isolado na vida, tão deprimido nas sensações. Coitado dele com quem ninguém se importa… ☺☺☺

  2. Sandro disse:

    Volta logo tia carmela

  3. ♫ Depois deste texto, não vou nem tentar fazer alguma gracinha. Qualquer coisa que eu escrevesse ficaria parecendo uma das piadas atrozes da Múmia de Higienópolis… ☺☺☺

  4. Tia Carmela disse:

    Minha Tia Carmela está visitando a irmã dela no interior. Quando voltar ela comentará.

  5. Rodrigo Ferro disse:

    Tô triste. A tia Carmela não fez os seus famosos e abalizados comentários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: