Zezinho em Kopenhagen 5: Penetra em festas com seu novo amigo

A estada do Governador Zezinho na romântica capital dinamarquesa tem sido bastante agitada. Além de distribuir conselhos aos grandes líderes mundias sobre como lidar com a mudança climática e o problema das inundações, o Mais Preparado dos Brasileiros também fez novos amigos e com eles divertiu-se muito na noite nórdica.

A noitada incluiu os festivos bares da cidade, onde foram recebidos alegremente

Acompanhado de seu novo melhor amigo, o ator Arnold S., o Presidente de Nascença dedicou-se a curtir os embalos de sexta-feira à noite em Kopenhagen, naquilo que a imprensa internacional, em sua intensiva cobertura da presença do Gov. Zezinho na COP15, está chamando de Fredag Aften Feber.

O Inalcançável Cérebro e seu musculoso amigo iniciaram sua noitada com um passeio no Tivoli Park. Depois, resolveram aquecer os motores em bares da capital do reino.  Sendo a última sexta-feira antes do Natal, os bares da cidade encontravam-se lotados. Em vários deles ocorriam as famosas festas de fim de ano da firma. Os dois amigos participaram ativamente da festa de uma editora, uma empresa de administradora de rodovias e uma terceirizadora de mão-de-obra. Confraternizaram com os dinamarqueses, que adoraram a inesperada visita do Mais Aclamado dos Filhos do Brasil. Em um dos bares, a notícia da presença dos dois festivos colegas espalhou-se rapidamente e o afluxo de pessoas foi tal que causou um congestionamento nas cercanias.

O amigo do Gov. Zezinho dançou com a noiva e mostrou que é um pé-de-valsa.

Há vinte minutos a BBC internacional interrompeu sua programação para informar que o Mais Californiano dos Brasileiros e seu amigo ator Arnold S. foram vistos entrando em uma elegante festa de casamento nas cercanias do Palácio Real de Kopenhagen. A reportagem britânica averiguou que ambos não haviam sido convidados mas, graças ao enorme prestígio internacional do Mais Preparado dos Brasileiros, puderam entrar e foram colocados nos lugares de honra da festa.

Lars Løkke Rasmussen

O pai da criança batizada pelo Gov. Zezinho: foi uma honra enorme!

Após ficarem cerca de 40 minutos na festa e se revezarem em dançar com a noiva, os dois animados camaradas partiram em busca de mais aventuras na gelada noita danesa, para eles bastante quente. Segundo a TV dinamarquesa Kanal 4, que designou uma equipe para acompanhar o Novo Chico Mendes no país, a dupla caminhou um pouco pela rua e logo entrou em uma outra festividade, desta vez um batizado. Novamente a cena se repetiu: ao ver tão ilustre visitante chegando, os anfitriões esqueceram os convidados e dedicaram-se a agradar o Mais Sustentável dos Economistas e, por cortesia, seu acompanhante.

Após jantarem e beberem uma garrafa de vinho, os dois convivas decidiram novamente partir, para tristeza da família, que apenas aceitou a partida depois que o Gov. Zezinho concordou em ser o padrinho da criança. Entrevistado pela TV dinamarquesa, o pai da criança, Lars Rasmussen, declarou ser esta a maior honraria que poderia ter tido em sua vida. 

Segundo a CNN, além dessas duas festas, a dupla  também conseguiu entrar como penetras em mais duas festas de casamento, uma festa de bodas de ouro e uma conferência da ONU.

As armadilhas da noite dinamarquesa assustaram a assessora de comunicação do Gov. Zezinho

A incursão na noite danesa trouxe problemas para o Gov. Zezinho no plano doméstico.  No saguão do hotel onde se hospedaram, em uma aprazível e romântica avenida de Kopenhagen, uma assessora de comunicação,  integrante de destaque de sua comitiva oficial, mostrava-se bastante contrariada. Segundo pessoas que assistiam a cena, ela reclamava que o Gov. Zezinho não poderia ter saído para divertir-se com seu camaradinha fortão, sem fazer-se acompanhar de sua assessoria de comunicação. “Pode ser perigoso,” ela dizia, visivelmente nervosa. “Ele pode cair em alguma armadilha”. O experiente assessor Reinaldinho Cabeção tentava consolar a jovem e novata assessora de comunicação dizendo que era assim mesmo, às vezes o Duce da Móoca gosta de dar umas escapadinhas para se divertir.


Comentário da tia Carmela:

Isso de gostar de entrar de bicão em festa dos outros, eu cansei de ver o Zezinho fazer. No casamento da minha prima Luciana, por exemplo, ele chegou com mais dois amiguinhos. Um eu até acho que era o Reinaldo Cabeção, mas não tenho certeza, agora. Eles já eram mocinhos, deviam estar no fim do ginásio. Chegaram, todos arrumadinhos, cabelo com topete cheio de brilhantina, porque naquela época eles ainda tinham bastante cabelo, e foram entrando como quem não quer nada. Minha prima não tinha convidado os dois, e a maior parte da festa nem conhecia. Meu tio Cláudio percebeu e quis colocar os meninos pra fora, mas a tia Flávia, que era muito boazinha, não deixou.  Eles foram os últimos a sair da festa, tomaram tanta cuba libre que deram vexame no final…

Anúncios

2 Responses to Zezinho em Kopenhagen 5: Penetra em festas com seu novo amigo

  1. […] O Governador da Califórnia e amigo fortão do pres. Zezinho, sr. Arnold. […]

  2. ♫ Ué!? O Reinaldinho Cabeção botou o galho dentro e não armou barraco? Engoliu o tal Arnold S.? E eu que sempre o considerei mais ciumento que aquela atroz da Globo recentemente “enviuvada” do ex-marido… Bom, confesso que não entendo muito dessas coisas, já que minhas mulheres e meus cachorros se dão muito bem. Vivendo e aprendendo: o dom persuasório do Insigne Governador Viajor deve ser mesmo um troço. ☺☺☺

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: