Governos do DF e SP irmanam-se e celebram o Pacto dos Esgotos

Mr. Burns foi o mestre de cerimônias da solenidade e contou divertidas piadas sobre inundações

Mr. Burns foi o mestre de cerimônias da solenidade e contou divertidas piadas sobre inundações

Duas das principais empresas estatais do país vão unir forças para atuarem juntas em futuras oportunidades de negócios. A Subesp (Submergindo em  Bosta e Esgoto o Estado de São Paulo), vinculada à Secretaria de Saneamento e Energia do estado de São Paulo, e a Capesb (Cuecas Abarrotadas de Panetone Escondendo o Suborno em Brasília) assinaram discretamente em 03/09/2009 um termo de cooperação técnica para a realização de parcerias em projetos relacionados à prevenção e combate a inundações e a naufrágios de governadores. O acordo, que vem sendo chamado de Pacto dos Esgotos ou Pacto da Bosta, foi negociado diretamente pelos  governadores Demoarruda Bauducco (DEM-DF) e Zezinho (PSDB-SP).

O acordo, com validade de cinco anos, prevê a transferência de tecnologias para a promoção de inundações nos rios de SP, publicidade, distribuição de panetone, esportes aquáticos e compartilhamento de experiências em captação de recursos financeiros e roupas íntimas, entre outras ações.

A solenidade aconteceu na sede do governo do Distrito Federal na quinta-feira, dia 03/09/2009, às 18h, e contou com as presenças do Mais Preparado dos Brasileiros, o governador Zezinho, do governador do Distrito Federal, Demoarruda Bauducco, do Presidente da Câmara Legislativa do DF, Leonardo Prudente, do Visconde di Cunto, da jornalista e ambientalista Miriam Cochonne e outras autoridades locais.

Subesp

Para a Subesp, principal empresa de distribuição de bosta e publicidade governamental da América Latina, essas parcerias refletem a necessidade cada vez maior do intercâmbio de tecnologias e práticas com empresas de governos irmãos, com o objetivo de aprimorar o manejo de cursos d´água e de inundações para atingir a universalização das inundações de água, lixo e esgotos para a população pobre de São Paulo, além da oportunidade de atuação publicitária do governo de São Paulo fora do estado.

Como primeiro  fruto do acordo, a Subesp vem desenvolvendo, desde dezembro de 2009, um projeto piloto de submersão de pobres no esgoto na Zona Leste de SP, no Jardim Romano, que pretende levar a outras localidades.

Também pesou na decisão do convênio a implantação de duas políticas inovadoras do governo paulista: o Programa Panetone São Paulo e o Programa Esportes Pluviais, geniais criações do governador Zezinho.

Capesb

A Capesb atende a 99,45% da população urbana do Distrito Federal com distribuição de panetone e 93,5% com distribuição de esgoto político e moral. 100% do esgoto distribuído é produzido pelo próprio governo, no Palácio da Buritinga e em outras moderníssimas e abençoadas instalações. A Capesb, a partir da Lei Distrital nº 2.416/1999, também, ampliou sua área de atuação para fora do DF, com parcerias de distribuição de panetone para políticos de outros estados com grande afinidade com o partido do Governador Demoarruda Bauducco.

A abundância de água poluída é hoje o maior desafio para a Capesb. Com o governo indo por água abaixo à razão de 8,0 m3/s no DF, há uma dificuldade de escoamento de tanta água contaminada na região, com risco de alagamento de todo o DF em um enorme e fedorento  lago de esgotos em um futuro bem próximo, com o tamanho de dez vezes o lago de Itaipu. O mau cheiro exalado seria capaz de abalar o desempenho eleitoral da chapa demotucana em outubro. Para enfrentar esse problema, o governador e candidato a vice-presidente tem atuado em três frentes: repressão policial, promovendo chuvas torrenciais de porrada sobre manifestantes; remoção de esgotos e de lixo para baixo do tapete e incorporação de novos amigos à CPI para apurar os escândalos no DF.

Outra preocupação da Capesb é evitar o saneamento do Governo do Distrito Federal. Como o governador e seus ajudantes têm nível de produção de esgoto moral muito alto, eles acabam sendo fontes de contaminação das águas do DF e protestos têm surgido contra sua límpida atuação.

Para fazer frente aos desafios da parceria, a Capesb e a Subesp criaram um consórcio que irá atender as demandas da região metropolitana de São Paulo e tentará evitar que o governo de SP e a candidatura do governador Zezinho à presidência da república também vá por água abaixo. A implantação de um sistema de atribuição da culpa de enchentes a São Pedro estão a todo vapor, envolvendo dezenas de jornalistas e órgãos de imprensa.

O sistema também ajudará a minimizar o impacto do fedor exalado pelo governo do DF sobre as sessões eleitorais de todo o Brasil, em 3 de outubro próximo.

Agora, o acordo entre os governos de São Paulo e do Distrito Federal auxiliará a vencer esses desafios e garantir a universalização da submersão em esgotos para todos os brasileiros.

Fonte: http://www.saneamento.sp.gov.br/noticias/2009/Setembro/03_09.html

Comentário da tia Carmela:

O Zezinho sempre gostou desse negócio de pactos, tratados, acordos. Desde pequeno ele gostava de brincar de rei. O Reinaldinho Cabeção ia brincar com ele em casa e o Zezinho pegava  uma colcha marca Madrigal vermelha que a mãe dele tinha e punha nos ombros, pegava uma coroa de papel com purpurina dourada que o Reinaldinho Cabeção trazia, sentava na poltrona da sala e começava a dizer: eu sou o Rei, me obedeçam. Aí o Reinaldinho ia buscar algum outro menino da turma deles para ser o embaixador de outro reino. Ele vinha, fazia uma reverência pro Zezinho e o Reinaldinho Cabeção trazia um pedaço de papel com o título “Tratado” com um monte de cláusulas que diziam que o reino do embaixador se comprometia a pagar tributos para o Rei do Brasil, Zezinho Primeiro, e outras coisas assim. O menino e o Zezinho assinavam e o Reinaldinho Cabeção  aplaudia e gritava “Viva o Rei Zezinho!”.

Anúncios

9 Responses to Governos do DF e SP irmanam-se e celebram o Pacto dos Esgotos

  1. […] alma gêmea do Mais Competente dos Engenheiros, o sr. Demoarruda Bauducco, também ofereceu ajuda. Seu socorro, no entanto, foi gentilmente descartado pelo Presidente de […]

  2. […] alma gêmea do Mais Competente dos Engenheiros, o sr. Demoarruda Bauducco, também ofereceu ajuda. Seu socorro, no entanto, foi gentilmente descartado pelo Presidente de […]

  3. […] cleptoprenda também assinou importante convênio com o gov. Zezinho, incluindo o Rio Grande no Pacto dos Esgotos, firmado entre o Mais Sábio dos Sábios e seu chapa e alma gêmea, DemoArruda Bauduco (PSDEM-DF), […]

  4. Douglas disse:

    Tia Carmela, na festa de celebração do “Pacto dos Esgotos” teve até cobertura da Rede Bobo, veja só:

  5. ♫ Pois é, a coisa era grossa. De 21 para 7 pontos de diferença, com 3 pontos de margem de erro; e a campanha nem começou, pelo menos oficialmente. Agora vou esperar as continhas de chegar e os contorcionismos descerebrados da tucanalha, toda borrada e fumegante a esta altura. Herr Mitre, porém, já começou. Ainda que – no pior dos cenários – os votos “em branco, indecisos e não sabem” não passem de 23%, o capo barbudinho de Herr Casoy disse com todas as letras que “50% ainda não sabem em quem vão votar”. Um sintoma incontestável do pânico e das visões apocalípticas que devem estar assolando as hostes das trevas e do retrocesso… ☺☺☺

  6. rogério antunes disse:

    Kkkkkkkkkk…, excelente, excelente!

  7. ♫ A Band continua sonegando os resultados da pesquisa feita pelo Vox Populi. Pela entrada já servida – empate técnico Dilma / Chirico no Rio de Janeiro – parece que o prato principal será um porco careca recheado com farofa de amêndoas, ameixas pretas e passas, servido sobre folhas de palmeirinhas anãs; ou não. Caso seja esse mesmo, degustarei o lombo e deixarei toda a farofa para os gorilas & macacos sortidos saciarem-se ao menos uma vez na porca da vida… ☺☺☺

  8. ♫ Já foi escolhida a trilha de abertura e encerramento da matéria sobre a pesquisa Vox Populi, cantada por El Pelado acompanhado pelo Minicoral Folclórico Los Komberos del Tietê; a seguir, a parte inicial da letra: “Adiós muchachos, compañeros de mi vida, / Barra querida de aquellos tiempos. / Me toca a mi hoy emprender la retirada / Debo alejarme de mi buena muchachada. / Adiós, muchachos, ya me voy y me resigno, / Contra el destino nadie la talla. / Se terminaron para mí todas las farras. / Mi cuerpo enfermo no resiste más. / Acuden a mi mente recuerdos de otros tiempos…” ☺☺☺

  9. Jefferson disse:

    O Rei está nú!!!! E cheirando mal… Hahaha… Esse post foi um dos melhores, tia Carmela!!! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: