MST declara apoio ao pres. Zezinho

Reforma agrária urgente, Zezinho presidente!

Os próprios sem-terra dissolveram o MST, pois a reforma agrária do pres. Zezinho tornou o movimento desnecessário.

Esta palavra de ordem mobiliza as massas do campo nesta campanha para a eleição já ganha pelo Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho.

Depois das inflamadas declarações do Presidente de Nascença aderindo à causa dos homens do campo, os gritos pela reforma agrária espalharam-se como um rastilho de pólvora pelo Brasil adentro.

O MST convocou uma assembléia nacional para decidir pelo apoio à chapa composta pelo pres. Zezinho e seu vice, o latifundiário canino Cachorro-Lagosta. O Mais Perfeito dos Homens Públicos compareceu e foi ovacionado pelos sem-terra, que também gritavam a palavra de ordem “Reforma agrária urgente, Zezinho Presidente!”

Na assembléia,  o movimento  decretou por unanimidade o apoio ao futuro presidente Zezinho e outorgou-lhe o título de Defensor Perpétuo dos Agroboys Brasileiros. Além disso, decretou a autodissolução do movimento, por não ser mais necessário.

O clima era de concórdia, com a chegada da paz ao campo brasileiro, pelas mãos firmes e generosas do Mais Competente dos Homens Públicos. Convidada de honra da assembléia, a representante do agronegócio,  senadora Klaudia Abreu (UDR-TO), tascou um beijo em João P. Stedile (ex-MST-RS), sob os aplausos dos presentes. Depois, declarou que está entusiasmada com o novo tempo de confraternização, pois sentiu  o vigor rústico porém firme do homem do campo.

O assesor para assuntos agrários e cromáticos do pres. Zezinho comoveu-se com a situação dos pobres latifundiários.

O Mais Generoso dos Homens Públicos discursou por mais de duas horas no encontro, para uma platéia atenta e faminta de suas sábias palavras.

Ao fim do seu discurso, o Presidente de Nascença fez  a multidão entrar em delírio ao anunciar:

“Vou fazer reforma agrária pra valer! Comigo, vai ter terra para todo mundo! E vai começar agora!”

Os sem-terra ficaram muito agradecidos pela generosidade do Presidente de Nascença

Então, junto com seu assessor para assuntos agrários, contratado junto ao circo Garcia, começou a distribuir saquinhos plásticos cheios de terra a todos os sem-terra presentes que, agradecidos, beijavam seus pés calejados de percorrer o Brasil fazendo o bem.

Mostrando seu paternal cuidado com os mais desfavorecidos na pirâmide social, o presidente Zezinho, junto com os saquinhos de terra, ainda deu um conselho aos sem-terra: “não vão comer tudo de uma vez, hein, seu bando de mortos-de-fome!”

Comentário da tia Carmela

Isso de dar terra pros outros comerem não é novidade. Quando era criança, lá na Mooca, uma vez o Zezinho resolveu que ia fazer caridade com as crianças pobres no dia de São Cosme e Damião. Ele e o Reinaldinho Cabeção saíram pela Mooca pedindo doação de doces para dar para as crianças pobres. Um monte de gente deu balas e outros doces. Aí o Zezinho e seu amiguinho puxa-saco pegaram metade das coisas que arrecadaram,  desembrulharam e comeram os doces e balas. Depois, pegaram os papéis de bala e as embalagens dos doces e colocaram terra dentro, no lugar. Aí fizeram a distribuição em pacotinhos. Todo mundo na rua ficou dizendo que o Zezinho era um menino muito bom, muito caridoso. Quando as crianças pobres chegaram em casa e foram abrir os pacotinhos, metade daquilo era terra…

Anúncios

5 Responses to MST declara apoio ao pres. Zezinho

  1. murilopohl disse:

    Gostei, copiei o texto em meu blog, com indicação da fonte, qq coisa dê um toque. Parabens!

  2. […] sr. Roque, famoso artesão, e o Pe. Albano, sacerdote envolvido com o MST que ainda não aceitou a adesão do movimento à campanha do Homem Talhado para a […]

  3. Danilo disse:

    Sábias palavras, sempre: “não vão comer tudo de uma vez, hein, seu bando de mortos-de-fome!”

  4. Eduardo Lima disse:

    Os sem-terra fizeram muito bem em se contentar com a generosidade do presidente zezinho. Ao contrário do que os agentes do lulo-petismo dizem, o Zezinho tem sim um grande respeito pela História. Pois quer conservar a estrutura social e econômica do período colonial com as grandes plantactions nas mãos dos descendentes das famílias cafecultoras que tanto contribuiram para educar e civilizar os negros que viajaram da África para fazer turismo aqui!

  5. […] MST também mostrou-se entusiasmado com a ousadia revolucionária do pres. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: