Diogo de M. muda-se para a Caverna do Ostracismo

As esclarecidas e consistentes opiniões do sr. Diogo de M. inspiraram várias obras-primas da literatura nacional.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, participou ontem da cerimônia de recepção do novo morador do  Retiro do Udenista, situado na Caverna do Ostracismo, fundos.  Trata-se de seu ex-assessor para assuntos culturais, o sr. Diogo de M., o mais  importante intelectual das salas de espera de consultórios do Brasil.

Em seu discurso de acolhida, o Presidente de Nascença elogiou os grandes dotes mentais do sr. Diogo de B. e agradeceu seu esforço ao longo dos últimos anos.

Nesse período, o eminente intelectual murídeo foi um dos mais fiéis escudeiros do Maior dos Filhos da Mooca,  na encarniçada luta contra o usurpador do planalto e contra a usurpadora-mirim.

A cerimônia foi bastante discreta, porque o sr. Diogo de F. anda se escondendo de uns cobradores e oficiais de justiça.  Além do pres. Zezinho, compareceram Caetano, ex-gênio e atual cozinheiro da Caverna do Ostracismo e o assessor Reinaldinho Cabeção, além de mais uma meia dúzia de jornalistas de programa da Revista Mais Vendida do Brasil.

Os eleitores infantis paulistas ficaram muito tristes porque não vão mais poder ler as edificantes opiniões do sr. Diogo de M.

Charmoso como sempre, o sr. Diogo de E. vestia uma belíssima fantasia de Colombina, e chegou perguntando aonde estava o Arlequim. Os presentes entreolharam-se, sem compreender, até que o Presidente de Nascença esclareceu:  o silvícola não está; foi comer merenda numa escola aqui perto.

O sr. Diogo de C. ficou muito contente com seus aposentos, uma confortável quitinete especialmente preparada para suportar suas crises existenciais. A chamada quitinete existencial foi equipada com doações de vários próceres da UDN.

O sr. Geraldinho do Vale doou um belo conjunto de cilício e disciplina; Arnaldo Jabá doou uma coleção de seus filmes e o ex-sábio FHC colaborou com um elegante volume com uma seleção de seus mais emocionantes discursos. O ex-humorista de fogo, sr. Marcelo de M., prometeu contribuir com uma caixa de scotch, mas só chegou metade.

Parece que o sr. Diogo de M. dedicará seus dias no aprazível valhacouto espeleo-udenista a soltar pipas: a srta. Francine De L’Herbe doou umas folhas de papel de seda para o enxoval da quitinete existencial da Caverna do Ostracismo.

O sr. Diogo de B. será substituído na Revista Mais Vendida do Brasil por outro intelectual de origem italiana, que já está recebendo o treinamento adequado, conforme se pode assistir no vídeo abaixo:

Carta-testamento

Sempre épico e consciente de seu relevante papel na história, o sr. Diogo de B. escreveu uma bela carta-testamento, publicada pela Revista Mais Vendida do Brasil.

Apontada pelo eminente filósofo e acadêmico, sr. Merdoval Pedreira, como um documento mais importante que a carta-testamento de Getúlio Vargas, a carta do sr. Diogo de F. emociona pelo tom pungente e pelo seu grandioso comprometimento com o futuro da nação.

Segundo fontes do departamento literário da UDN, o sr. Diogo de M. teria escrito a carta em seu recente retiro em Veneza. Ele havia se refugiado na cidade para fugir de um credor que estava no seu pé, mas, acostumado à fama nas terras brasileiras, desistiu de se alojar na cidade dos ratos. Lá, era apenas mais um.

Comentário da tia Carmela

QUADRILHA: UDN fez uma bela festa junina para comemorar a patriótica chegada do sr. Diogo de M. à Caverna do Ostracismo.

Esse aí não é aquele rapaz que aparece num programa de televisão que eles falam de Nova Iorque? Ele tem bem cara disso mesmo, um desses playboyzinhos metidos a besta que se acham melhores e mais espertos que os outros.  O Zezinho tinha um amiguinho assim, quando era criança, lá na Mooca. Não lembro o nome dele, mas era o mesmo jeito desse aí. O pessoal dizia que o  menino era a alegria da molecada, todo mundo judiava e se aproveitava dele: tomavam os brinquedos, roubavam o lanche no recreio. Mas o moleque também não era flor que se cheirasse. Volta e meia ajudava o Reinaldinho Cabeção a falar mal dos outros. Uma vez, o Zezinho mandou o Reinaldinho Cabeção oferecer uma revista do Pato Donald para esse moleque, para ele ajudar a espalhar umas mentiras sobre um menino que tinha brigado com o Zezinho. O moleque saiu fazendo fofoca e xingando o tal menino. Acabou indo parar na diretoria e disse que o Zezinho tinha mandado ele fazer aquilo. O Zezinho, claro, negou. O moleque pegou uma suspensão, ficou sem o Pato Donald e ainda levou uma surra do irmão mais velho do menino de quem ele tinha espalhado as mentiras…

Anúncios

8 Responses to Diogo de M. muda-se para a Caverna do Ostracismo

  1. Pedro Bitaco (Ubá MG) disse:

    Fica difícil para este pessoal dagora para frente falar mal da Dilminha e do Lula. a aprovação do “homi”” tá lá nas alturas. O Farol que sempre gostou dos comentários deste Mayrinardes na “Oia” agora deve tá com uma dôr de cotovelo das maiores. Né mesmo farol?

  2. Pedro Bitaco (Ubá MG) disse:

    ste Marinardi nun é aquele que saiu escondido nun porão de navio com o rabo no meio das pernas com medo da justiça? Ou estou enganado? Escrevia numa revistinha que (dizem que tá mais quebrada que arroz de terceira e que tá devendo uma “baba pro Bco. do Brasil e nunca pagou nem o juros). Se for ele mesmo então que fique bem escondidinho na Caverna do Ostracismo, pois a Dilma vai tomar posse em Janeiro e já vai cobrar as dívidas do seus antigos patrões.

  3. T. Melo Rego disse:

    Tia Carmela.
    Tenho certeza que a chegada deste ilustre coliformocalunista a caverna do ostracismo animará os saraus das múmias e semidefuntos que alí vivem , sem contar que ele dará um toque italiano ao tempeiro bahiano dos quitutes alí consumidos.

  4. Salvem a professorinha! disse:

    Tia!
    Fiquei muito feliz com a chegada do Dioguinho Coliformicocéfalo à Caverna do Ostracismo, este cobiçado e exclusivo endereço. Tenho certeza de que o nível intelectual do local alcançará níveis somente encontrados nos grandes órgãos excretores da grande imprensa paulista.

  5. Kid Prado disse:

    Tia Cacá
    Este vídeo do treinamento do Diogo de M. só mostra, mesmo, é muito rosnado, muita babação e abanação de rabo para o patrão, digo, treinador. Seus ataques, como se vê, são inofensivos. Não produzem nenhum efeito. Dá para perceber que qualquer ameaça (um batido de pé, uma cobrança mais séria) ele põe o rabinho entre as pernas, sai ganindo e vai se esconder na casinha forrada com folhas da Falha de São Paulo.

  6. Paulo P. disse:

    O Sr. Diogo de M. deixou hoje órfãos todos os intelectuais de sala de espera do Brasil.

  7. Padre Iscariotes disse:

    Lamento que o Sr. Diogo tenha deixado órfã, a belíssima Praça de São Marcos, lugar aprazível com todos aqueles pombos, que nos lembram o filme “Os pássaros” de Hitchcock. Realmente lá ele era apenas mais um brindando os turistas com seu estrumento , desculpe, instrumento de trabalho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: