Cachorro-Lagosta revolta-se contra escolha de Tupinambá para vice

01/07/2010

O Cachorro-Lagosta reagiu com ferocidade udenista à notícia.

Gerou um conflito no sempre harmonioso seio da UDN a escolha do silvícola Mauricinho Tupinambá (Cacique Merendinha) como o novo vice do Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho.

O até então favorito a ocupar o posto, o sr. Cachorro-Lagosta, teve um ataque de raiva ao receber a notícia, levada pessoalmente pelo moleque de recados do Presidente de Nascença, Bob Jefferson. A esponja-mensageira foi recebida a mordidas pelo furioso líder udenocanino e seus assessores, sendo necessária a intervenção da equipe da carrocinha  para acabar com o conflito. O professor-orientador do canino, Cesar Millan, Ph.D (UCLA), também foi acionado, mas os habituais dois biscroques e uma bolinha de tênis não funcionaram.

Uma vez contido, mas ainda babando de raiva, o Cachorro-Lagosta deu uma entrevista coletiva, na qual não escondeu seu descontentamento: “O que o Zezinho tem na Cacciola? Pra quê chamar um selvagem, se poderia contar comigo, que já estou domesticado?!

Quadrilha: O Cachorro-Lagosta recusou-se a participar da quadrilha na festa junina da UDN e teve que ser substituído pelo Snoopy.

A escolha do parlamentar nativo-brasileiro pode reduzir a votação do pres. Zezinho entre os amplos setores que apoiavam a candidatura do simpático cãozinho. O Cachorro-Lagosta declarou que não está disposto a empenhar-se na campanha do Presidente de Nascença, por estar muito decepcionado com a UDN e com o pres. Zezinho. O canídeo disse  que só não passará a apoiar Marina Silva porque ela é contra a Teoria da Evolução, o que afeta diretamente os interesses do Cachorro-Lagosta.

Os selvagens também têm sentimentos

Choroso, Mauricinho Tupinambá reclamou da injustiça do Cachorro-Lagosta.

Informado da reação furiosa do Cachorro-Lagosta, o Cacique Merendinha entristeceu-se. Depois de chorar em altos brados, o tupinambá apareceu ainda coçando o nariz e fungando compulsivamente para atender a imprensa. Na sua entrevista, o gentio declarou-se injustiçado e fez uma revelação:

“Eu sempre tive uma boa relação com o Cachorro-Lagosta. Quando ele vinha ao Rio, nas reuniões da UDN, eu sempre o levava para passear no calçadão. Tenho até uma coleira em casa reservada para ele.  Sempre íamos juntos ao Bar Jobi, para ele dar umas mordidas nuns petistas.”

Comentário da tia Carmela

Separar amigos e destruir amizades sempre foi especialidade do Zezinho. Descontentar quem confiou nele, então, nem se fala! Quando ele era criança, lá na Mooca, ele fazia isso sempre… Já contei uns cinquenta casos desses…


Bento XVI é nova vítima dos dossiês dos aloprados

02/06/2010

R. Bolat tem certeza: dissidente Chapeuzinho Vermelho será a próxima vítima dos dossiês do PT.

A campanha do Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, tem sido alvo de constantes ataques vindos dos aloprados que apóiam a usurpadora do planalto.

Sempre sereno, cordato e leal, o Presidente de Nascença tem reagido com firmeza e sabedoria. Por isso, os aloprados voltaram suas baterias para outros inocentes.

Primeiro, foi o candidato a vice, o Cachorro-Lagosta, vítima de um dossiê maldoso.

Agora, a fúria vermelha não respeita nem os santos homens. Segundo notícia publicada no Jornal Mais Vendido do RJ pelo ghost-righter R. Bolat, a nova vítima é o Papa Bento XVI.

Valentia: Mesmo ameaçado de extinção, o Sen. Sapo-Boi (PFL-PI) subiu à tribuna gradeada do Senado para exigir explicações.

Segundo esse jornalista de grande credibilidade, a prima da cunhada de uma vizinha da colega de biriba da tia-avó do jornalista teria ouvido na sala de espera do otorrinolaringologista que a usurpadora do planalto teria feito um dossiê contra o Santo Padre.

O motivo do dossiê seria retardar o processo de beatificação in vita do Maior de Todos os Brasileiros, em tramitação no Vaticano. O papa tornou-se um entusiasta da beatificação do pres. Zezinho, depois dos milagres de conversão operados pelo Mais Puro dos Homens Públicos, que levou de volta ao bem os malfeitores Maluf, Quercia, Fleury e Bob Jefferson. Também especula-se que tenha sido uma retaliação às piedosas orações do Pe. Marcelo Rossi pela eleição do Presidente de Nascença.

Jornalista sério, R. Bolat trabalhou meses para desvendar a terrível rede de arapongas que produziu o dossiê.

O jornalista Merdoval Pedreira afirmou em um importante telejornaleco que o dossiê existe, mas que as acusações nele contidas são totalmente descabidas.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho uma vez fez um dossiê, no tempo da escola. Foi assim: ia ter escolha de quem iria carregar a bandeira do Brasil no desfile de 7 de setembro. O Zezinho queria ser o escolhido, mas a diretora gostava mais de uma menina de outra classe, que era bem comportada e estudiosa. O Zezinho mandou o Reinaldinho Cabeção fazer um dossiê contra a menina. O Reinaldinho pegou um monte de folhas de papel e em cada uma delas escreveu que a menina tinha feito uma coisa feia (que não era verdade, claro). Eles juntaram tudo, puseram em um envelope e o Zezinho mandou o Reinaldinho entregar para a diretora. Quando ela viu, ficou furiosa e suspendeu o Reinaldinho por 3 dias…


Cachorro-Lagosta é vítima de dossiê de aloprados

01/06/2010

O Cachorro-Lagosta está aguardando a hora certa para reagir aos ataques dos aloprados do planalto.

Mais uma bomba caiu hoje na campanha do Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho.

Desta vez, o projétil não mirava diretamente o Presidente de Nascença. O alvo era o seu provável vice, o Cachorro-Lagosta.

A campanha udenista foi sacudida pela explosiva noticia publicada por um dos jornalistas de estimação do Mais Competente de Todos os Homens. A nota dizia que um conhecido do primo da tia do colega de academia do ex-marido da cunhada do vizinho de um homem que sentou a seu lado no avião teria ouvido dizer que a candidata do usurpador do planalto teria recebido  um envelope pelo correio. Nele, talvez houvesse documentos, que poderiam ser o álbum de figurinhas dos amiguinhos do Zezinho ou um dossiê contra o Cachorro-Lagosta.

Miséria estética: Os dossiês dos aloprados não tem a qualidade dos dossiês dos amiguinhos do pres. Zezinho.

O objetivo do dossiê, preparado por um grupo de aloprados, seria desestabiizar a chapa do Mais Inteligente dos Homens, inviabilizando a candidatura a vice da simpática liderança canino-udenista.

Tudo isso porque os aloprados sabem que a simpatia do Cachorro-Lagosta garantirá o voto infantil dos leitores da Revista Mais Vendida do Brasil.

É a segunda tentativa de alijar o latefundiario do posto. Há poucos dias, petistas tentaram lançar um falecido rinoceronte para a vaga. A manobra foi anulada graças à pronta e furiosa reação do Cachorro-Lagosta, apoiado pelos amiguinhos do pres. Zezinho que trabalham como fabricantes de silêncio nos Jornais Mais Vendidos do Brasil.

Repercussão

A notícia gerou um ataque de fúria do Cachorro-Lagosta, debelado por seu professor Cesar Millan, (Ph.D.-UCLA) com dois biscroques.

Também o Presidente Perfeito reagiu com indignação à notícia. Imediatamente determinou que seu assessor de imprensa, sr. Reinaldinho Cabeção, encaminhasse press-releases a todos os ghost-righters amiguinhos apontando os perigos para a democracia em tal ato dos aloprados.

QUADRILHA: Jornalistas compareceram à festa junina da UDN para comemorar a pronta reação da justiça.

Os releases, que serão publicados amanhã em todos os jornais e revistas, também informam que  monopólio de espalhar dossiês foi atribuído ao Presidente Zezinho por Deus em pessoa.

O futuro ministro da educação e assuntos gráficos, Paulo R. Gates de Souza, criticou o dossiê. Apesar de não o ter visto, disse poder assegurar que não tinha a mesma qualidade dos dossiês produzidos pela assessoria do Almirante do Tietê, estes sim, impressos em gráficas de primeiro mundo.

O setor jurídico da UDN rapidamente iniciou uma reação.  A líder da UDN na Procuradoria-Geral da República afirmou que vai ofercer denúncia contra a usurpadora do planalto, solicitando como punição a impugnação de sua candidatura e a sua condenação a prestar serviços comunitários limpando a sujeira produzida pela vítima.

Ainda há esperança: a justiça está do lado do pres. Zezinho.

Ainda há esperança: a justiça está do lado do pres. Zezinho (direita).

O líder da UDN no TSE  antecipou-se e deu sentença favorável ao pedido da líder da UDN na PGN, mesmo sem ter recebido os documentos. Pesou na sua decisão a declaração do jornalista R. Bolat de que o dossiê também significava uma ameaça à estabilidade cósmica.

O sr. Merdoval Pedreira, em sua coluna de hoje, disse que a notícia do dossiê certamente é verdadeira, mas que as acusações ao Cachorro-Lagosta, ainda desconhecidas, são completamente descabidas.

Comentário da tia Carmela
O Zezinho sempre gostou desse negocio de dossiê. Uma vez, quando ele estava no ginásio, ele saiu falando que um menino tinha feito um dossiê contra ele. Foi até reclamar com a diretora. Como ela não tinha o que fazer, ele mandou o Reinaldinho Cabeção espalhar que ela era cúmplice do menino. Deu um bode danado…