Cachorro-Lagosta integrará equipe do pres. Zezinho na prefeitura de SP

27/08/2010

O Cachorro-Lagosta já começou a estudar para assumir a função bem preparado.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro presidente Zezinho, segue empolgando os paulistanos com a perspectiva de seu retorno à prefeitura da cidade nas eleições de 2012.

Fontes do Alto de Pinheiros informam que o Presidente de Nascença já está envolvido na montagem da equipe de valorosos colaboradores que o auxiliarão no governo da Locomotiva da Nação a partir de 2014 (o ano de 2013 foi cancelado, por ordem do pres. Zezinho).

A melhor parte da notícia é que o respeitadíssimo líder udenocanino, o Cachorro-Lagosta, aceitou convite para integrar a equipe do Maior de Todos os Homens Públicos.  O simpático cãozinho já demonstrara haver superado totalmente o episódio da escolha do vice do pres. Zezinho nas eleições deste ano, quando foi preterido. Há poucos dias, confirmou sua presença nas festividades da posse do Maior dos Filhos da Mooca no Palácio do Anhangabaú.

A sra. Soninha Copelia (direita) assumirá a pasta do Ciclonudismo, mas também fará alguns outros servicinhos para o pres. Zezinho .

O Cachorro-Lagosta foi convencido pelo Supremo Cérebro Paulista a colaborar com o seu exitoso governo da municipalidade paulistana: “os eleitores infantis paulistas gostam muito de você”, teria dito, emocionado, o Gênio da Mooca, ao ver alguns deles trocando figurinhas do Cachorro-Lagosta de seus álbuns.

Sabedor (claro!) da importância do Cachorro-Lagosta junto a seu eleitorado, o Presidente de Nascença pretendia entregar a pasta da Educação ao bem treinado crustocanino, mas a vaga já estava assegurada para a banda Paulo R. Gates de Souza e Suas Gráficas Maravilhosas. Para contornar a situação, decidiu designar o Cachorro-Lagosta para o Centro de Controle de Zoonoses da capital.

O Cachorro-Lagosta entusiasmou-se com a oferta e já anunciou que vai iniciar um programa agressivo de combate aos insetos e ratazanas na UDN.

Mas nem todos estão felizes com esse desfecho. O menino de recados do Pres. Zezinho, sr. Bob Freire, ficou apavorado. Segundo fontes do subsolo udenista, o esperto ex-comedor de criancinhas teme ser uma das vítimas do inseticida desse programa do Cachorro-Lagosta.

QUADRILHA: Os eleitores infantis paulistas (DIREITA) fizeram uma festa junina para comemorar a volta do Cachorro-Lagosta à vida pública.

Também os udenoroedores estao aterrorizados. Ainda que muitas ratazanas já tenham abandonado a sede da prestigiosa agremiação política, o Cachorro-Lagosta prometeu-lhes uma caçada implacável, junto com sua assessoria canina, chefiada pelo sr. Afonso.

Mostrando uma capacidade de aglutinação semelhante à do Mais Completo dos Líderes, o Cachorro-Lagosta envolveu na caçada aos roedores também um grupo de felinos, chefiados por um amiguinho do pitta de estimação do pres. Zezinho.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre quis ter um cão de caça. Quando era criança, lá na Mooca, tinha um viralata chamado Cacique. Uma vez ele tentou treinar o cachorro para caçar os gatos da vizinhança. Só que o cachorro ficou muito bravo, e queria morder todo mundo que aparecia na frente. O pai do Zezinho mandou o viralata passar uma temporada fora, no sítio de um amigo, mas não adiantou. O viralata voltou tão bravo como antes, e nem o Zezinho conseguia controlá-lo. Aí decidiram levar o cachorro para longe, já que ninguém queria o bicho. Soltaram o Cacique em algum lugar fora da cidade, e ele ficou lá, latindo sozinho, e nunca mais ninguém soube dele.


Cachorro-Lagosta confirma presença na festa do retorno do pres. Zezinho à prefeitura

09/08/2010

Os eleitores da UDN paulistana já alugaram o Buffet Millenium para a festa.

DA REDAÇÃO, COM CONTRIBUIÇÃO DO ENVIADO ESPECIAL A SP, GENNARO MACARRONE: A anunciada volta à Alcadia paulistana do Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro prefeito Zezinho, criou um clima de festa e excitação em toda a capital do povo paulista.

Por toda parte, as pessoas bonitas da metrópole paulistana organizam festejos e gritam vivas ao retorno do Presidente de Nascença ao governo da Regens Urbs  da nação, após vencer a eleição de 2012.
Os paulistanos, nunca suficientemente gratos por tudo de bom que o Presidente de Nascença fez por sua cidade no governo estadual e na sua meteórica passagem pelo edifício Matarazzo, já preparam a festa da posse, que poderá fugir da tradição, vindo a ocorrer não na sede da Prefeitura, mas na mansão de João Dória Jr.
Ansiosos por demonstrar sua gratidão e felicidade, muitos querem dar presentes ao Defensor Perpétuo de São Paulo. Os moradores dos Jardins Europa e América preparam estátua equestre do prefeito Zezinho a ser inaugurada por ele mesmo.

Disputa acirrada: Os maiores jornalistas brasileiros afirmam que será uma honra ser a parte de baixo da estátua equestre do Almirante do Tietê.

Um dos pontos altos das festividades será a manifestação preparada pela Associação das Senhoras da Rebouças. O importante grupo de pressão e sagaz fiscal das peruadas de Dona Marta vai celebrar o Retorno do Melhor dos Prefeitos Paulistanos com um vassouraço coletivo na avenida.

O vassouraço da Rebouças inspira-se na Lavagem nas Escadarias de Nosso Senhor do Bonfim. A alusão à festividade da terra do acarajé não é gratuita. Foi sugerida pelo mini-deputado Efebo (UDN-BA):  “Nosso Senhor combina com o Presidente de Nascença”, teria dito o folclórico microdeputado da UDN.
Cachorro-Lagosta apóia
Até mesmo o Cachorro-Lagosta resignou-se e declarou que também comparecerá à cerimônia da re-posse do futuro prefeito Zezinho. A excitação dos eleitores infantis paulistas parece tê-lo feito esquecer sua substituição por outro quadrúpede na vaga de candidato a vice.

O Cachorro-Lagosta deixou o orgulho de lado e decidiu apoiar quem nasceu para vencer.

Suas declarações demonstram que se convenceu de que a mudança foi pelo bem da Nação. “Eu não sei nada desses negócios de FARCs. Se o Cacique Merendinha foi escolhido como pet-vice  pelo pres. Zezinho, é por causa de sua imensa capacidade de falar coisas certas e bonitas”, disse o Cachorro-Lagosta.

Em entrevista concedida ao jornalista Carlos A. Merdenberg, o importante líder udenocanino afirmou que superou a mágoa:”Quando me disseram que o Mais Competente dos Gestores reassumiria a Prefeitura, pensei em estragar a festa, fazer xixi no buffet, ou algo assim. Mas percebi que isso só me traria mais problemas, e eu acabaria indo parar na carrocinha. Então engoli o orgulho e decidi aderir.”
Mesmo entre aqueles que não fazem parte da gente bonita que vai ao Shopping Iguatemi a empolgação é visível.
Os trabalhadores mais humildes, centro das preocupações do Mais Trabalhador dos Paulistas, também planejam homenagens: os feirantes, por exemplo, tratados a pão-de-ló pelo prefeito-esquenta-banco, levarão o que têm. Na sua simplicidade comovente,  preparam oferendas de tomates, ovos, bananas vendidas a quilo  e outros gêneros alimentícios.

Convicção: Os tomates estão dispostos a tudo.

Caso não possam, no dia da posse, chegar próximo do Suprassumo da Competência – pois a imensa e exultante multidão que comparecerá neste dia deverá prejudicar a circulação – os nobres comerciantes arremessarão as oferendas de onde estiverem, para não perderem a viagem. Deverão, a todo custo, atestar publicamente o apreço pelo Duce da Mooca , e sua gratidão ao Todo-Poderoso (no caso, o prefeito Zezinho), coisa que todos nós deveríamos fazer.

Comentário da tia Carmela
O Zezinho sempre gostou de  homenagem. Quando era criança, uma vez ele inventou que queria uma estátua dele para homenageá-lo. Mandou o Reinaldinho Cabeção arrumar uma, mas ele não conseguiu ninguém que fizesse uma estátua do Zezinho. Então o o Zezinho falou pro Reinaldinho Cabeção: então você vai ser o cavalo da estátua equestre em minha homenagem. Fez o moleque ficar de quadro e sentou de cavalinho em cima dele, a tarde inteira, segurando uma espada de madeira. Quando o Reinaldinho Cabeção se mexia, levava uma pancada com a espada…

Pres. Zezinho vence debate e se fortalece para a eleição de 2012.

06/08/2010

O ponto alto do debate foi o pouso do disco voador verde-amarelo, de onde desceu o Cacique Merendinha.

O Mais Preparado dos Brasileiros, o presidente Zezinho, teve um desempenho espetacular no debate de ontem à noite, na TV Bandeirantes. Com isso trouxe nova esperança aos eleitores infantis paulistas, cada vez mais ansiosos por sua volta à prefeitura da pujante Locomotiva da Nação.

O povo paulistano, sem perder a altiva certeza da vitória, mobilizou-se para assistir o embate entre o  Presidente de Nascença e os três discípulos do usurpador do planalto escalados para enfrentá-lo.

Derrotados, os vermelhinhos deixaram o estúdio cabisbaixos e abandonados pelo povo.

Na Regens Urbs  da nação, parecia dia de jogo de Copa do Mundo. Os amigos juntaram-se nos bares para confraternizarem enquanto assistiam a vitória megnífica do representante de Piratininga contra os malévolos vermelhos vindos dos pampas. Nas casas, as famílias assistiram ao debate de mãos dadas, vibrando com o massacre que confirmou o que todos já sabiam: o Presidente Zezinho é o Mais Preparado de Todos os Homens Públicos.

Durante o debate, o Mais Competente dos Gestores não decepcionou. Sempre seguro, com sua superioridade inata humilhou os adversários, que deixaram os estúdios declarando que a eleição já está decidida: o pres. Zezinho será o novo prefeito de SP .

Ao término da exibição da superioridade do Majestoso Encéfalo, as ruas paulistanas foram tomadas pelas comemorações. Apesar do frio intenso, que fez os paulistanos tirarem seus casacos dos guarda-roupas, na Avenida Paulista uma multidão saudava a vitória do Luminar dos Economistas com palavras de ordem como  “São Paulo urgente / Zezinho tá com a gente!”  e “O estrago tá feito / Zezinho pra Prefeito!”.

QUADRILHA: UDN fez uma festa junina animadíssima para comemorar a volta do pres. Zezinho à prefeitura.

Na porta da TV Bandeirantes, a agitação se comparava ao memorável dia 23 de Maio de 1932. A natureza paulistana contribuiu, deitando uma fina garoa sobre a multidão que acompanhava o debate do lado de fora. À saída dos estúdios, o Grande Líder das Massas Paulistas foi carregado por populares que entoavam palavras de ordem anti-getulistas e cartazes com o número 2600 escrito em algarismos romanos, em uma clara alusão ao número de vezes em que o Gênio da Mooca foi superior aos adversários durante o debate.

A mobilização da população da capital deixou claro para todos os principais comentaristas que a eleição para prefeito em 2012 já está ganha. E que  trará o Maior de Todos os Estadistas de volta ao cetro municipal. Os eleitores infantis paulistas deram nas ruas o recado à massa atrasada do resto do Brasil:

“São Paulo não se dobra, São Paulo não se curva! Non ducor duco!”

A juventude branquinha da UDN que conseguiu lugar no auditório ficou estupefata com o preparo do Presidente de Nascença.

Comentário da tia Carmela

O Zezinho sempre gostou da Revolução de 32. Quando ele estava no grupo escolar, lá na Mooca,  sempre pedia para fazer parte do jogral homenageando o 9 de Julho. O problema é que às vezes a professora não deixava ele falar a parte principal e ele ficava muito chateado e acabava mandando o Reinaldinho Cabeção aprontar alguma contra o menino escolhido. Uma vez, a professora escolheu o Fernando, um menino novo no bairro, que tinha vindo do Cambuci. O Reinaldinho Cabeção descobriu que o menino tinha aprontado umas artes na escola onde estudava antes, e o Zezinho então foi reclamar com a professora, dizendo que ele era mal comportado e não merecia. A professora achou o Zezinho muito impertinente e deixou ele como o pior papel no jogral: ele apenas fazia o barulho de tiros, na parte que falava da guerra: ele só falava “bum”. O Zezinho voltou pra casa chorando, naquele dia.


Volta do pres. Zezinho à prefeitura anima paulistanos

04/08/2010

A sra. Soninha Copélia quer reviver os bons tempos de upload e download no Edifício Matarazzo.

DA REDAÇÃO, COM CONTRIBUIÇÃO DO ENVIADO ESPECIAL A SP, GENNARO MACARRONE: Os rumores cada vez mais fortes sobre a possível volta do Mais Preparado dos Brasileiros, o ex-prefeito Zezinho, o Breve, ao comando da prefeitura paulistana têm gerado um clima de excitação como nunca visto na pujante Locomotiva da Nação.

Os animadores resultados das pesquisas eleitorais aumentam a perspectiva de que o Presidente de Nascença eleja-se prefeito em 2012. Isto trouxe um ar mais alegre aos sempre sérios paulistanos que caminham apressados pela Av. Paulista. Executivos, profissionais do mercado financeiro, secretárias, estudantes, todos trazem agora na face um sorriso discreto, mas confiante.
A alegria é contagiante em toda parte onde vive a gente bonita da New York dos trópicos.
Na Lapa, a seção local da UDN, comandada pela ciclonudista Soninha Copélia, está em animada polvorosa. Já foi dada a largada para a organização da festa: centenas de lambreteiras nuas desfilarão num espetáculo de beleza e sensualidade.
enquanto ao resto do Brasil estão reservadas as agruras do petismo atroz da usurpadora-mirim do planalto, os paulistanos flanarão em céu-de-brigadeiro, sob a liderança do Menino da Mooca, autêntico filho da paulistandade modernista.

Enquanto ao resto do Brasil estão reservadas as agruras do petismo atroz da usurpadora-mirim do planalto, os paulistanos flanarão em céu-de-brigadeiro, sob a liderança do Menino da Mooca, autêntico filho da paulistanidade modernista.

O clima em Higienópolis também é de regozijo. Ao tomar conhecimento da alvissareira notícia, moradores promoveram espontânea carreata no último domingo.

Empresas de segurança e limpeza foram contratadas pela associação do bairro e trataram de remover os empecilhos humanos que costumam atrapalhar os pedestres na Praça Buenos Aires. Segundo  lideranças higienopolitanas, essa é uma contribuição à  agenda embelezadora da cidade iniciada e a ser continuada pelo Almirante do Tietê, com seu reconhecido zêlo pela ordem.

Na Mooca e no Bexiga, as cantinas  preparam massas aromáticas para comemorar a volta do filho predileto, conhecido por suas garfadas certeiras e gulosas.

A nova cadeira do Presidente de Nascença ainda guarda bóstons e fódons de sabedoria das nádegas de FHC.

O pitta de  estimação do Mais Competente de Todos os Brasileiros, Gilbertinho K., mostra-se também ansioso: “Gostei muito quando ele me passou o bastão; agora, é minha vez de retribuir: será  uma honra para minhas nádegas terem esquentado a cadeira para a volta do Maior de Todos os Gestores”.

O ex-sábio FHC, de seu refúgio na Caverna do Ostracismo, fundos, mandou dizer que aquela  cadeira é muito importante porque também ele ali sentou-se, deixando partículas quânticasde genialidade (bóstons e fódons) que até hoje inspiram os seus ocupantes, exceto uma perua vermelha, cujas nádegas botoxizadas não souberam aproveitar a iluminação genial da cadeira perpétua do Mais Moquense dos Prefeitos.

QUADRILHA: A UDN organizou uma bela festa junina para comemorar a volta do pref. Zezinho.

As colunas sociais também soltam foguetes: “Serra é de São Paulo, e só nosso”, escreveu Cesar Eggnobbi.

“Dizem as bem-informadas fontes que somente FHC consegue obter um índice de popularidade tão alto quanto o de Serra. Sorte de nós, paulistanos.”, informou uma outra jornalista chamada Soninha,  na edição de ontem do Estado Bandeirante.
Comentário da tia Carmela
O Zezinho sempre gostou que organizassem festa e dessem presente quando ele ficava triste. Uma vez, ele não conseguiu ser escolhido para ler a Homenagem ao Soldado Constitucionalista, na festa de Nove de Julho da escola, e voltou chorando pra casa. Quando chegou, disse para a mãe: “Eu quero uma festa de aniversário”. A mãe dele, sempre tão paciente, coitada, disse que o aniversário dele já tinha passado,  agora só no ano seguinte. Mas o Zezinho começou a gritar e espernear: “Eu já disse que quero uma festa de aniversário, e agora! Com presente e tudo!” A mãe dele não teve o que fazer, mandou o Reinaldinho Cabeção ir comprar um carrinho de presente do Zezinho, enquanto ela fazia um bolo. Aí, fizeram os dois a festa, com parabéns e tudo. Só então, com o bolo na mesa, o Zezinho ficou mais calmo e parou  de chorar e dar escândalo.